MOBILIZAÇÕES SE INTENSIFICAM!!

Santher de Bragança Paulista fica paralisada por quase 3 horas

24/10/2013

 

O Comando da Campanha Salarial Unificada, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, Federação e Centrais Sindicais, paralisaram por quatro horas, no dia 23 de outubro, a empresa Santher, em Bragança. Isto demonstra que o Comando da Campanha Salarial Unificado está unido em defesa dos trabalhadores.

 

Diante das propostas pequenas que houveram poucos avanços apresentadas pelo Sindicato Patronal do Papel e Celulose, nas quatro rodadas de negociações, mostramos nessa mobilização todo o nosso descontentamento.

 

Durante a manifestação, o deputado estadual, Alcides Amazonas (PCdoB-SP), marcou presença se colocando à disposição dos trabalhadores papeleiros na luta por melhores benefícios na Campanha Salarial desse ano.

 

O Comando Da Campanha Salarial Unificada continuará engajado e organizado na busca de um bom acordo coletivo que atenda todas as expectativas.

 

O Setor de Papel e Celulose também foi notificado de Estado de Greve.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

Comando da Campanha Salarial Unificada paralisa a International Paper por mais de 4 horas

23/10/2013

 

No dia 23 de outubro, a empresa International Paper que fica em Mogi das Cruzes ficou paralisada por mais de 4 horas.

 

A Federação dos Papeleiros de SP junto com seus sindicatos filiados, Papeleiros de Mogi das Cruzes, a Força Sindical, a CUT e a NCST/SP estiveram presentes passando informações aos trabalhadores de como andam as negociações do setor do PO.

 

Logo após a Mobilização foi realizada a 3ª rodada de negociação do PO e o patronal apresentou uma proposta muito aquém das expectativas e o Comando da Campanha Salarial Unificada disse não e notificou o patronal do PO com estado de greve.

 

Vamos estar organizados e unidos na luta de um bom fechamento de acordo coletivo.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

Comando da Campanha Salarial Unificada paralisa por três horas empresa do setor de Artefatos

22/10/2013

 

Em mais uma demonstração de força e união, o Comando da Campanha Salarial Unificada, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, Federação e Centrais Sindicais, paralisaram por três horas, no dia 21 de outubro, a empresa Empax, em Santo Amaro.

 

Diante das insatisfatórias propostas do Sindicato Patronal do Artefatos, nas duas primeiras rodadas de negociações, mostramos nessa mobilização todo o nosso descontentamento. O patronal propôs apenas o reajuste salarial definido pelo INPC e dividido em duas vezes, e ainda propuseram a retirada dos dependentes do convênio médico.

 

Durante a manifestação, o deputado estadual, Alcides Amazonas (PCdoB-SP), marcou presença se colocando à disposição dos trabalhadores papeleiros na luta por melhores benefícios na Campanha Salarial desse ano.

 

Asseguramos que nossa categoria continuará engajada e organizada na busca de um bom acordo coletivo que atenda todas as nossas expectativas.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

Empresa Melhoramentos CMPC chama PM para tentar intimidar Comando da Campanha Salarial durante manifestação em Caieiras

19/10/2013

 

O Comando da Campanha Salarial junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, Federação e Centrais Sindicais, respondeu à altura a retranca patronal, nas rodadas de negociações, com uma grande paralisação, no dia 16 de outubro, na empresa Melhoramentos CMPC, em Caieiras.

 

Por cerca de três horas, os trabalhadores manifestaram sua indignação na porta da empresa diante da falta de propostas concretas do Sindicato patronal do Papel e Celulose durante as rodadas de negociações. Os patrões simplesmente ignoraram os números que mostram expressivos aumentos de produção e faturamento das empresas do setor.

 

Durante a mobilização, foi solicitada, pela empresa, a presença da polícia militar da região com a intenção de nos intimidar. Mas não ficamos quietos e paralisamos a Rodovia Tancredo Neves. Sem ter o que fazer os policiais acabaram cedendo a nossa pressão e deixaram que a mobilização transcorresse de forma pacífica e sem interrupções.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

Empresa Melhoramentos CMPC em Mogi das Cruzes é paralisada por quatro horas

18/10/2013

 

No dia 16 de outubro, a empresa Melhoramentos CMPC, de Mogi das Cruzes, foi paralisada por quatro horas, em mais uma grande ação do Comando da Campanha Salarial Unificada, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, Federação e Centrais Sindicais.

 

Nessa mobilização mostramos toda nossa indignação perante a postura que o Sindicato patronal do setor de Papel e Celulose tem apresentado, não oferecendo propostas satisfatórias e ainda querendo reduzir conquistas obtidas pelos trabalhadores até o momento.

 

Portanto, continuaremos unidos e organizados contra a retranca patronal em busca de um bom acordo coletivo. Os números mostram que o setor continua faturando alto, e isso é possível graças a dedicação dos trabalhadores que produzem a riqueza das empresas.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

Comando da Campanha Salarial Unificada paralisa Kimberly-Clark, em Mogi das Cruzes

17/10/2013

 

O Comando da Campanha Salarial Unificada, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, Federação e Centrais Sindicais, realizou, no dia 16 de outubro de 2013, uma forte mobilização na porta da empresa Kimberly-Clark, em Mogi das Cruzes.

 

Em função dessa mobilização tivemos uma paralisação de 4 horas, com o apoio total dos trabalhadores, o objetivo é pressionar o Patronal do Segmento de Papel e Celulose, para atender as nossas reivindicações, visto que as contrapropostas do Sindicato patronal estão muito aquém das nossas expectativas, já que o setor continua apresentando números significativos em produção e faturamento.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

Comando da Campanha Salarial Unificada paralisa Embalagens Flexíveis Diadema por 3 horas

16/10/2013

 

No dia 15 de outubro, o Comando da Campanha Salarial Unificada, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, Federação e Centrais Sindicais, paralisaram por 3 horas a empresa Embalagens Flexíveis Diadema.

 

Mostramos nessa paralisação toda nossa insatisfação diante das propostas do Sindicato Patronal do Artefatos nas duas primeiras rodadas de negociações. O patronal propôs reajuste salarial definido pelo INPC e dividido em duas vezes, e ainda propuseram a retirada dos dependentes do convênio médico.

 

Obviamente recusamos tudo, e ainda mostramos, nessa mobilização, o quanto nossa categoria está unida e organizada na luta por um bom acordo coletivo na Campanha Salarial desse ano.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

>

 

 

Empresa Fibria em Jacareí é paralisada por três horas e meia

14/10/2013

 

O Comando da Campanha Salarial convocou os Sindicatos Papeleiros do Estado e paralisou a Fibria, em Jacareí, no dia 10 de outubro.

 

A mobilização que teve a adesão dos trabalhadores por três horas e meia foi mais uma demonstração de força da categoria frente aos patrões, que insistem em não atender as reivindicações que propomos.

 

Não podemos ver setores como Papel e Celulose apresentarem números expressivos em seus faturamentos, ao passo que os companheiros sofrem com falta de valorização.

 

As exigências da Comando da Campanha Salarial são legítimas, pois tem como objetivo a garantia do bem-estar dos trabalhadores nos chãos de fábrica.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

 

Intransigência do patronal é respondida com grande paralisação na Celulose Irani

11/10/2013

 

O Comando da Campanha Salarial Unificada respondeu a intransigência dos patrões nas mesas de negociação com uma grande paralisação na Celulose Irani, em Indaiatuba, no dia 09 de outubro.

 

Paralisamos dois turnos da empresa, nos períodos da Manhã e da Tarde, em mais uma prova de nossa insatisfação diante do descaso às reivindicações dos trabalhadores, enquanto o setor de Papelão Ondulado não para de crescer.

 

Participaram de mais esta jornada representantes dos Sindicatos Papeleiros de todo o Estado, da Federação Estadual e das Centrais Sindicais, que formam esta base sólida de luta contra a retranca patronal.

 

Destaque especial para a presença do deputado estadual e amigo da categoria, Alcides Amazonas (PCdoB-SP). “Meu mandato está à disposição para ajudar os papeleiros em suas batalhas por respeito e valorização”.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

 

Na Luta por um bom acordo coletivo, Comando da Campanha Salarial paralisa Sonoco Brasil

03/10/2013

 

No dia 1º de outubro, o Comando da Campanha Salarial, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, paralisou a empresa Sonoco Brasil, em Araras.

 

Os trabalhadores cruzaram os braços, das 5h30 até às 9h00, demonstrando total insatisfação diante das propostas do Sindicato patronal do Artefatos na 1ª rodada de negociações. O patronal propôs reajuste salarial definido pelo INPC e dividido em duas vezes. Como se já não bastasse, eles ainda propuseram a retirada dos dependentes do convênio médico.

 

Obviamente recusamos tudo, e ainda mostramos, nessa mobilização, o quanto nossa categoria está engajada na luta por um bom acordo coletivo na Campanha Salarial desse ano.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

 

Comando da Campanha Salarial não fica intimidado com presença da PM e paralisa Dixie Toga

02/10/2013

 

O Comando da Campanha Salarial organizou, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, no dia 30 de setembro, uma paralisação na empresa Dixie Toga, em São Paulo.

 

Por cerca de três horas, os trabalhadores manifestaram sua indignação na porta da empresa diante da vergonhosa proposta feita pelo Sindicato patronal na 1ª rodada de negociações do Setor de Artefatos. Eles propuseram o reajuste salarial apenas pelo INPC dividido em duas vezes e a retirada dos dependentes do convênio médico.

 

Durante a manifestação, foi solicitada, pela empresa, a presença da polícia militar com a intenção de nos intimidar. Entretanto, a participação do deputado estadual, Alcides Amazonas (PC do B - SP), foi a garantia que precisávamos para que nossa mobilização transcorresse de forma pacífica e sem interrupções.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

 

Comando da Campanha Salarial paralisa empresa de Itapira/SP

25/09/2013

 

No dia 24 de setembro, a empresa Penha, localizada em Itapira, foi paralisada das 06h00 às 09h30. A mobilização foi organizada pelo Comando da Campanha Salarial e contou com a participação dos Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo.

O objetivo da manifestação foi demonstrar a nossa insatisfação com a absurda proposta patronal na 1ª rodada de negociações do Setor de Artefatos. Eles propuseram apenas o reajuste salarial pelo INPC dividido em duas vezes e, ainda, retirar os dependentes do convênio médico. Obviamente, não aceitamos nada disso.

A mobilização mostrou que nossa categoria não está para brincadeira nesta Campanha Salarial, ao contrário do patronal e suas inaceitáveis propostas.

O Comando da Campanha também está na luta para que a Penha volte a negociar como empresa do Setor de Papelão Ondulado. Atualmente, dos três setores, o menor piso é o de Artefatos.

Portanto, a empresa está infringindo diversas cláusulas da convenção coletiva, lesando o trabalhador e deixando de pagar uma série de benefícios na qual os companheiros papeleiros têm direito. "Nós vamos parar essa empresa se a Penha não voltar a negociar como Papelão Ondulado", afirmaram os Companheiros do Comando da Campanha.

 

[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

 

 

 

Comando da Campanha Salarial paralisa empresa Avery Dennison por três horas

24/09/2013

 

O Comando da Campanha Salarial, junto com todos os Sindicatos dos Papeleiros do Estado de São Paulo, paralisaram, no dia 23 de setembro, a empresa Avery Dennison por cerca de três horas, na cidade de Vinhedo.


A manifestação contou com o apoio maciço dos trabalhadores, visto que a proposta do patronal do artefatos foi ridícula, pois na 1ª rodada de negociações do Setor de Artefatos, o reajuste salarial proposto contempla apenas o INPC e dividido em duas vezes, e ainda propuseram a retirada dos dependentes do convênio médico.


Diante deste cenário, recusamos as propostas e ainda mostramos, nessa mobilização, a força da categoria na Campanha Salarial e o quanto ficamos indignados com a proposta patronal.


[+] Veja o álbum de imagens no Facebook

MÍDIAS SOCIAIS

 


Assessoria e Marketing
+55 11 3313-4095
mkt@qsmidia.com.br
Desenvolvimento e Mídia: QS Mídia – Inovação em Comunicação
Coordenação Geral: Júlio Lima
Jornalismo: Denis Santos / William Ribeiro
Manutenção e Atualização: Andrei Coelho
Captação de Áudio e Vídeo: Eric Paixão / J. L. Martins
Edição de Áudio e Vídeo: Sullyvan Santos
Auxílio Geral: Guilherme Paixão